INTERLOCUÇÃO ENTRE DIREITO E LITERATURA NO CONTO NA COLÔNIA PENAL, DE FRANZ KAFKA*

Autores

  • Valci Vieira dos Santos Uneb
  • Idlary Soares Arcanjo Fasb

DOI:

https://doi.org/10.26893/rv.v4i4.35

Palavras-chave:

Direito, Intertextualidade, Literatura, Fanz Kafka, Na colônia penal

Resumo

Resumo: A relação que o Direito mantém com a Literatura tem despertado, cada vez mais, o interesse de estudiosos das duas áreas. A literatura, com sua natural vocação para a análise interpretativa, assim como o Direito, vem reforçar esse interesse. Por outro lado, a necessidade de se inserir o Direito num contexto multidisciplinar, com vistas à ampliação de seu pensamento, de modo a atender com celeridade as pretensões da sociedade, também tem contribuído para o estreitamento de laços que os unem. Dessa forma, não são poucos os escritores, na história da literatura universal, cujas obras nos
apresentam uma flagrante simbiose entre essas duas áreas do conhecimento humano. As de Franz Kafka, por exemplo, colocam à nossa disposição diversas narrativas em que o Direito e a Literatura andam de mãos dadas. O conto Na colônia penal é emblemático nesse sentido. Assim, neste texto, nosso objetivo é analisar a relação intertextual com as vozes que se levantam para denunciar injustiças sociais, as quais, às vezes, são cometidas por quem deveria combatê-las e/ou denunciá-las.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valci Vieira dos Santos, Uneb

Pós-Doutorando em Letras pela Universidade Federal do Espírito Santo-UFES; Doutor em Estudos Literários/Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense-UFF; Mestre em Literaturas de Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais/PUC-Minas
E-mail: valci@ffassis.edu.br

Idlary Soares Arcanjo, Fasb

Bacharelanda em Direito da Faculdade do Sul da Bahia - FASB

Publicado

12/10/2021

Como Citar

Santos, V. V. dos, & Arcanjo, I. S. . (2021). INTERLOCUÇÃO ENTRE DIREITO E LITERATURA NO CONTO NA COLÔNIA PENAL, DE FRANZ KAFKA*. Revista Veredictum, 4(4). https://doi.org/10.26893/rv.v4i4.35