AS ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE PUBLICIDADE NA ADVOCACIA FRENTE AOS AVANÇOS DO MARKETING DIGITAL E USO DAS REDES SOCIAIS

Autores

  • Philippe Vieira Afonso Faculdade do Sul da Bahia

Palavras-chave:

Publicidade na advocacia, Marketing Digital, Deontologia Jurídica.

Resumo

As regras de publicidade na advocacia traçam vedações que impossibilitam sua utilização mercantilizada. Trata-se de regras rígidas que buscam afastar a advocacia do mero serviço comercial, sendo vedado, por exemplo, a utilização de meios promocionais típicos de atividade mercantil e uso de anúncios em meios de comunicação, como rádio e televisão. A razão disso se sustenta pela natureza da profissão, enquanto função essencial à justiça. Assim, o advogado exerce uma função pública. Mas ainda assim é uma profissão, e precisa de clientes. Como conciliar a publicidade da advocacia enquanto atividade profissional, sem ferir esse mesmo exercício enquanto função pública? Além disso, outra problemática surge nesse cenário: com o avanço da publicidade digital, como regras conservadoras e tradicionais podem atender às necessidades desses profissionais? Ainda, quais ferramentas tecnológicas de publicidade não ferem tais valores éticos? O presente artigo busca discutir essas questões, apontando novidades normativas para o devido uso da publicidade digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Philippe Vieira Afonso, Faculdade do Sul da Bahia

Advogado e Professor de Direito do Trabalho e Ética Profissional (FASB). Pós-graduado
em Advocacia Trabalhista e Previdenciária pela Escola Superior de Advocacia – MG.

Publicado

12/10/2021

Como Citar

Afonso, P. V. . (2021). AS ATUALIZAÇÕES DAS REGRAS DE PUBLICIDADE NA ADVOCACIA FRENTE AOS AVANÇOS DO MARKETING DIGITAL E USO DAS REDES SOCIAIS. Revista Veredictum, 4(4). Recuperado de https://veredictum.org/index.php/veredictum/article/view/33